I’m a wonderlust queen

Era uma vez uma garota que saiu de sua cidade natal carregando o sonho de conhecer o mundo. Por onde começar? Tudo era novo, e ela estava sedenta por toda aquela cultura e toda aquela história que poderia conhecer. Ela queria conhecer todos os oceanos e todas as florestas e todos os desertos. Não queria perder um pedacinho sequer.

Ela viajava procurando por algo que nem mesmo ela sabia o que era. Procurava por amor, procurava por histórias, procurava pelo passado e não se importava com o futuro. A garota nunca encontrava o que tanto procurava, mas isso só fazia com que ela se empenhasse cada vez mais na busca.

Ela passou por todos os continentes, visitando tantos países quanto pudesse. E assim ela seguia, procurando sem encontrar, viajando como podia e finalmente conhecendo o mundo que costumava ser tão distante e agora era todo dela. Ela podia ir pra onde quisesse. Cidades grandes, cidades pequenas e cidades que nem poderiam ser chamadas de cidades.

Ela simplesmente seguia em frente, esquecendo de tudo que deixou pra trás lá na sua cidade natal. Se esquecendo dos problemas, das mágoas antigas e das pessoas que a faziam sofrer. Ela estava livre. A verdadeira liberdade que passou anos ouvindo a respeito. Essa liberdade era boa.

Mesmo assim ela criara duas regras para que sempre continuasse livre: nunca ficar muito tempo no mesmo lugar e se ela percebesse que estava se apegando a alguém emocionalmente, partir o mais rápido possível. Sem vínculos, sem despedidas melosas, sem sentir aquela droga de saudade.

Ela não tinha nada e ao mesmo tempo tinha tudo. E aquela sensação era a melhor coisa que ela já havia experimentado, por isso ela continuava com sua viagem sem destino, indo para onde o acaso a levasse procurando por aquilo que faltava dentro dela. Mesmo assim, a garota era extremamente feliz levando a vida dessa maneira. Era um tipo de felicidade que muitas pessoas morreriam sem nunca ter experimentado. Era algo único e agora fazia parte dela.

Advertisements

18 Responses to “I’m a wonderlust queen”


  1. 1 Heloisa Bailarini 17/09/2012 at 20:15

    Ficou muito bom! 🙂
    Adoro o jeito que você escreve ^^
    Beijos!

  2. 3 Jeniffer 18/09/2012 at 22:28

    Eu queria ser ela agora :/ Fugir daqui, conhecer vários lugares, pessoas, sem me apegar e conhecer a ‘vida’.

    Beijos ><
    Meu outro lado

  3. 5 rafaela 19/09/2012 at 19:25

    Que lindo… Amar é uma droga, no sentido correto da palavra, vicia, e só os fracos continuam provando dele. Sinto que nesta sociedade, nesta época, porém seja impossível que minha alma corra livre, que eu tenho nas costas uma pequena muda de roupas, e que ninguém esteja nem ai. Parece fácil, mas não…
    Mas é lindo, lindo de mais…
    A liberdade é linda demais, mesmo.

  4. 7 Isabela Godoy 19/09/2012 at 20:24

    Muito bom o texto. As vezes tenho vontade de pegar uma mochila e partir mundo à fora, assim como a personagem do texto. Esquecer dos problemas, das mágoas e das pessoas que não nos merecem, afinal isso é o mais importante, a nossa felicidade.

    Beijos!
    http://www.deliriosdegarota.com/

    • 8 mariellapops 19/09/2012 at 22:53

      Às vezes a gente se preocupa tanto em agradar os outros que acaba esquecendo da nossa felicidade e que nós temos que lutar por ela também. O que deveria ser prioridade acaba sendo deixado de lado.
      Obrigada pelo elogio, beijos!

  5. 9 Dani Ramona 19/09/2012 at 21:41

    Nunca imaginei que você curtisse Gogol. Sei lá por qual motivo! hahah
    Adorei o post. Adoro seus posts, aliás.
    Me identifiquei muito, porque eu MORRO DE VONTADE de vontade de sair viajando, justamente por esses mesmos motivos. Porém … dinheiro que é bom, não tenho! =(

    • 10 mariellapops 19/09/2012 at 22:57

      Cara, é incrível que todo mundo acha que eu nunca escutaria Gogol Bordello. Acho que não é muito minha cara, vai saber rs. Mas eu amo.
      É um dos meus sonhos sair viajando por aí e se eu fosse rica com certeza faria isso quando acabasse o ensino médio. Não ser rico é uma droga rs =(
      Fico feliz em saber que você gosta dos meus posts =)
      Beijos!

  6. 11 Ágata Bresil (@agatabresil) 21/09/2012 at 12:53

    Eu nem sei o que dizer desse texto. Não estou em um dia bom e por isso o texto me fez refletir bastante. Acho que devo te agradecer por isso.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    • 12 mariellapops 22/09/2012 at 17:59

      Quando eu escrevi também não estava em um bom dia, estava querendo fugir de tudo exatamente como a garota do texto. Fico feliz que te fez refletir.
      Beijos!

  7. 13 Juh (@juh_ines) 22/09/2012 at 09:54

    Eu queria ser esta garota agora , viajar por ai conhecer novos lugares , andar sem um destino certo.

    http://relembrandosonhos.blogspot.com.br/

  8. 15 Camilla Martins 23/09/2012 at 17:13

    Gostei do texto, não sei porquê, mas me lembrou uma música do Charlie Brown Jr. Entenda como um elogio.

    Acho que nunca passei aqui, mas gostei do seu blog… mesmo.

    Bjos e fique com Deus ♥

    Camilla Martins – http://sugar-dance.org

    • 16 mariellapops 23/09/2012 at 18:07

      Obrigada pelo elogio (fica tranquila que eu entendi como um elogio rs) e fico feliz que você gostou do meu blog.
      Obrigada mais uma vez pela visita, beijos!

  9. 17 suka-chan (@heysuuka) 24/09/2012 at 22:00

    O que eu posso dizer sobre esse post? Inveja? UHASHUSAUHSAHUASUHSAHUSAHUSAHUSAHUSAUHSHUSA Um dos meus maiores sonhos é sair por ai, sem direção, com uma mochilas nas costas e deixando que o destine me leve pra algum lugar. E no meio disso, viver uma grande aventura, um grande amor (sem me apegar é claro) e depois partir para viver outra aventura, conhecer pessoas novas, fazer amizades, experimentar coisas novas… Enfim, VIVER EM LIBERDADE!1!!
    Porém, sempre que eu penso em fazer isso eu penso nas garotas que são estrupadas, mortas, torturadas por psicopatas por ai, dai eu desisto da ideia HAHAHAH Mas quem sabe um dia eu acho uma amiga ou alguém que entre nessa aventura comigo né? Seria o máximo! Queria muito conhecer essa sensação que você descrever no post de “não ter nada e ter tudo ao mesmo tempo”

    Enfim, sorry pela demora viu? Ando meio sem tempo D:

    E obrigada pelo carinho la no meu blog viu? Eu nem sei dizer o que senti quando você disse “Por favor, não muda não, Suuka”. Se eu te falar que me arrepiei toda, tu acredita? SAUHSHUSUHA sim, eu sou boba, mas realmente foi o que eu senti! E obrigada por ser assim sabe? Me aceitar do jeito que eu sou! Obrigada mesmo! É bom saber que tem alguém em algum lugar desse mundo que não quer que eu mude! 🙂

    http://rascunhosdasuuka.com

    • 18 mariellapops 26/09/2012 at 22:53

      Eu também penso muito em fazer isso, mas começo a considerar os riscos (que por sinal são muitos). Acho que isso acaba sendo uma daquelas coisas idealizadas que não funcionam tão bem assim na “vida real”.
      Ah, de nada. Fico feliz em saber que você ficou feliz com o meu comentário =)
      Beijos!


(Gente,se vocês colocarem o e-mail serão redirecionados para uma página de login do Gravatar. Então é só deixar o campo "e-mail" em branco, ok?)

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s




Mariella

"But Mariella just smiled as she skipped down the road because she knew all the secrets in her world."

@mariellapops

Error: Twitter did not respond. Please wait a few minutes and refresh this page.

bloglovin

%d bloggers like this: