Aventuras no transporte público

Antes de mudar de escola, eu nunca tinha dependido do transporte público. Eu sempre fui para escola de perua escolar, com todo o conforto, segurança etc. O problema é que minha mãe não conseguiu achar nenhuma perua escolar e não tinha ninguém para me levar. Como a escola fica no centro da cidade, ou seja, é relativamente fácil de chegar de ônibus, eu pensei: “Por que não?”

Lá fui eu fazer meu passe escolar e me transformar na mais nova usuária do transporte público. A primeira semana foi traumatizante: eu não estava acostumada a andar de ônibus, não sabia segurar naqueles “ferrinhos” e fazia cara de pânico achando que toda e qualquer pessoa estava ali pra me assaltar. Com o passar do primeiro mês fui me acostumando, já não me assustava tanto com o ônibus lotado e fui ficando mais esperta com tudo.

Durante esses seis meses de aula, admito que passei a achar meio que divertido andar de ônibus: ouvia as conversas mais absurdas, gente cantando, gente falando sozinha, gente brigando com o motorista, aquele famoso “Eu podia estar matando, eu podia estar roubando…”, gente tentando converter qualquer um que sentasse do lado dela, gente discutindo qual é o melhor presídio da região…enfim, eu ouvi de tudo um pouco.

Lógico que não seria eu se essas situações não envolvessem alguns micos: sofri inúmeras (quase) quedas, consegui a proeza de prender o meu casaco na catraca (mais de uma vez) e nos primeiros dias sempre dava sinal no lugar errado.

Agora eu não acho que utilizar o transporte público seja tão horrível como eu pensava antes. Tem os momentos ruins, pessoas grossas, o cheiro (ah, que eu não comece a falar daquele cheiro!), mas se você depende disso para se locomover faça como eu e encare todo dia como: “Uma nova aventura.” Deixa tudo bem mais leve. Prometo.

 

Advertisements

19 Responses to “Aventuras no transporte público”


  1. 1 Luana Reis 05/07/2012 at 15:53

    UAHSUASAHUAH eu não costumo usar transporte publico, mas sempre que uso é uma aventura mesmo UAHSAUHUH
    http://www.garotasmalvadas.com/

  2. 3 Jaque 05/07/2012 at 18:22

    Eu vou para escola a pé mas de vez em quando tenho que pegar transporte público, mas sempre que uso é uma aventura que nem a Luana disse.
    xoxo

    Quinze Desejos

  3. 5 Anna 05/07/2012 at 23:13

    É isso aí, o melhor de tudo é achar que está em uma “aventura enlouquecida” como você falou. Sem contar nas conversas, que são hilárias kkkkk.

  4. 7 Kelly Costa 06/07/2012 at 01:35

    Ah eu sempre tenho que andar de bus mas procuro escolher os melhores. Alguns eu sei que são tão nojentos que tem até barata!

  5. 9 Raah 06/07/2012 at 12:18

    Olá Marina! Acredita que a coisa mais difícil no mundo para mim é andar de ônibus? É quase raridade! Primeiramente que quase não saiu de casa, e quando saiu tem o carro do meu pai. Segundo, eu não estudo mais. Terminei a escola ano passado e mesmo assim era perto da minha casa, então eu sempre ia andando ou então meu pai ia me deixar e buscar!
    Mas como você disse, é uma aventura andar de ônibus. Quando isso acontece, me sinto uma sardinha de tão lotado que são os transportes públicos, rs.

    Beijos e boa semana!

    • 10 mariellapops 06/07/2012 at 21:13

      De manhã o ônibus quase sempre está lotado, mas quando eu estou voltando da escola é raro eu pegar ônibus lotado. Até que é bem tranquilo, sabe?

  6. 11 Carol Oliveira 06/07/2012 at 12:48

    Eu não sou tão animada quanto você em relação ao transporte público. Pego ônibus desde 11 anos, que foi quando mudei da escola do meu bairro pra uma escola no centro. No começo eu achava o máximo estudar longe de casa e pegar ônibus. Nos últimos anos comecei a odiar com todas as minhas forças o fato de chegar em casa uma hora depois de todo mundo que vai de carro ou mora perto.
    Mas que as vezes é engraçado, isso é mesmo HAUEHUAEH Essa semana estava voltando do curso e tinha uns gays brigando com o motorista. Trágico.
    E sem contar o número de vezes que eu já cai (imagina um ser de 11 anos tentando se segurar? KKKKKKKKKKKK), taquei bolsa na cara dos outros, dei sinal errado… Ao menos podemos dizer que andar de ônibus nos faz ter histórias pra contar, né?

    Esse ano, felizmente, só preciso do ônibus pra ir ao curso. Da escola eu me livrei, já que meu novo colégio é tãaao longe que minha mãe não teve escolha a não ser me pagar uma van. Se eu fosse de ônibus, chegaria em casa duas horas depois de sair da escola. Imagina que lindo!

    Mas puxando pro lado político da coisa, o transporte público poderia ser muuuuito melhor do que é. Colocar mais horários de linhas e acabar com a super lotação será o único jeito de diminuir os congestionamentos gigantescos e fazer a galera deixar o carro em casa.

    Beijo!
    http://muggle-world.blogspot.com

    • 12 mariellapops 06/07/2012 at 22:20

      No meu caso eu prefiro o ônibus, porque em 15, 20 minutos eu já estou em casa. Se eu fosse de perua escolar provavelmente chegaria uma hora depois. Pelo menos era isso que acontecia comigo o ano passado: da minha casa até escola dava 10 minutos, mas com a perua eu chegava uma hora e meia depois.
      Falando da minha cidade, eu não tenho muito o que reclamar. Aqui não tem muitos congestionamentos e no geral eu acho os horários das linhas bem justos. Pena que isso varia bastante de cidade em cidade, né?

  7. 13 Amanda Souza 06/07/2012 at 16:32

    Eu vou para a escola andando é melhor. rs’

    http://souzadiinha.blogspot.com.br
    Beijos 🙂

  8. 15 Nathy 06/07/2012 at 23:09

    HAHA Pior que a gente se acostuma com tudo.
    As primeiras vezes que eu entrava no onibus me dava uma vontade de rir, Sei lá.

    Você deveria pegar os trens daqui de Sampa, é o Fluxo hahaha

    • 16 mariellapops 06/07/2012 at 23:41

      Realmente, a gente acaba acostumando. Eu reclamando, mas em SP transporte público é tipo mil vezes pior rs. Aqui em Campinas é tranquilo até.

  9. 17 Rita Araújo 09/07/2012 at 19:40

    Realmente: o transporte público é um lugar pra muitas histórias… Muitas! Já ouvi e vi cada coisa… O lance é ficar esperta porque sempre tem gente querendo se aproveitar de situações. Quanto a largar no ponto errado isso me ajudou a conhecer mais minha cidade. Tinha vergonha de dizer pro motorista “não é aqui não!” ou “no próximo” hahahaha 🙂

    http://gabipuppe.blogspot.com.br

    • 18 mariellapops 10/07/2012 at 00:26

      É, tem que ficar esperta mesmo. Principalmente porque às vezes as pessoas percebem que você não está acostumada a andar de ônibus e podem se aproveitar da situação. Eu também morro de vergonha de fazer isso, então eu deixo passar rs.

  10. 19 Heloísa Bailarini 12/07/2012 at 21:20

    Pelo menos você sabia que tinha que apertar o botão laranja pro motorista parar, rç. é, eu não sabia disso na primeira vez que andei de busão e fui parar no céu :}


(Gente,se vocês colocarem o e-mail serão redirecionados para uma página de login do Gravatar. Então é só deixar o campo "e-mail" em branco, ok?)

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s




Mariella

"But Mariella just smiled as she skipped down the road because she knew all the secrets in her world."

@mariellapops

Error: Twitter did not respond. Please wait a few minutes and refresh this page.

bloglovin

%d bloggers like this: